Os dois lados da ansiedade

Os dois lados da ansiedade

Enquanto a nostalgia é um sentimento que exprime um desejo ao passado, a ansiedade é um sentimento que transporta o pensamento ao futuro. Navegar nesses tempos pode ser importante em diversas situações, seja relembrando bons momentos ou elaborando um projeto pessoal ou profissional. E a ansiedade pelo futuro é um sentimento cada vez mais frequente no mundo dinâmico e hiperconectado em que vivemos. Mas afinal, o que há de ruim na ansiedade? Ou será que existe algo de bom nisso?

Vou compartilhar três aspectos negativos e três positivos sobre a ansiedade.

Começando pelos aspectos negativos:

  • Relações sociais desgastadas: a ansiedade desconecta do presente, ou seja, a atenção que você é capaz de dar a uma comunicação e seus relacionamentos podem ser diminuídas drasticamente. Se isso se somar a uma grande competitividade para “vencer na vida”, a conexão social pode ser ainda mais reduzida.
  • Aprendizado comprometido: uma mente ansiosa tem uma enorme dificuldade de manter foco. Com baixo foco, a qualidade de reter o conhecimento diminui, e se não há um aprofundamento mínimo e uma interconexão de informações, rapidamente aquele conhecimento superficial adquirido se desfaz em nossas mentes.
  • Medo, insegurança e frustração: quando projetamos as imagens no futuro é muito comum “carregarmos na tinta”, seja pintando um problema pior do que ele é, o que pode gerar medo e insegurança em excesso ou muitas vezes idealizando demais um objetivo, gerando frustração quando vemos que a realidade é mais modesta do que pensamos. Nos dois casos sofremos, e quanto mais tempo vivemos “viajando” no futuro, mais carregamos na tinta os cenários projetados.

Além desses pontos poderíamos citar muitos outros, como as doenças recorrentes da ansiedade, mas por hora vamos nos ater a esses três que são muito comuns na vida das pessoas.

Agora não posso deixar de falar também de alguns aspectos positivos da ansiedade. Por que não?

  • Senso de urgência e proatividade: pessoas mais ansiosas tem mais senso de urgência, não esperam acontecer, se colocam de maneira proativa diante dos problemas e procuram resolvê-los rapidamente. Essa é uma característica muito apreciada por profissionais que atuam no mundo corporativo e também por empreendedores.
  • Criatividade: pessoas ansiosas, que vivem no futuro, têm mais facilidade de inovar, de “pensar fora da caixa” e não se contentam com o comum, com o tradicional. Uma mente inquieta está sempre pensando em uma nova maneira de resolver um problema.
  • Planejamento: quem vive no futuro tem mais capacidade de elaborar cenários, possibilidades, analisar recursos necessários e, portanto, elaborar planos mais robustos. Quanto mais estratégica a decisão a ser tomada exige, maior será a importância de um planejamento robusto.

Como muitos outros aspectos, a ansiedade também tem seus dois lados, e talvez a melhor maneira de usá-la a seu favor é dosar a quantidade de tempo que você vive no futuro e a utilidade que dará a ele. Dessa forma, é possível aliviar os pontos negativos e elevar os positivos.

Um grande abraço e até já, já…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *