Consolid…AÇÃO

Consolid…AÇÃO

Oi, tudo bom?

Hoje vamos falar um pouco de ação.

Você se lembra da última vez que dirigiu? Talvez tenha sido hoje mesmo. Como foi para acelerar na medida correta, olhar no retrovisor, estacionar o carro, ajustar o banco na altura adequada, frear com antecedência, olhar ao mesmo tempo a rua, os carros e os pedestres? Se quiser complicar um pouco, pense em outras coisas que, eventualmente, você possa fazer em paralelo (que não são muito recomendadas, mas no dia a dia acontece), como falar ao celular, conversar com pessoas ao lado, comer alguma coisa, etc.

Para uma pessoa que nunca dirigiu na vida isso tudo pode ser um choque, uma enormidade de informações. Como tudo na vida tudo se aprende não apenas com o conhecimento, mas também com prática e muita repetição, não tem jeito, uns podem levar mais tempo que os outros na prática e repetição, mas não dá pra fugir dessas etapas. Existe um estudo que diz que 10.000 horas de prática são suficientes para ser expert em um assunto.

Para enxergar de uma forma mais estruturada, o psicólogo americano George Miller propôs 4 estágios diferentes de aprendizado:

  • INCOMPETÊNCIA INCONSCIENTE: Não sabemos que não sabemos fazer algo. O famoso: “Protegido pela ignorância”;
  • INCOMPETÊNCIA CONSCIENTE: Sabemos que não sabemos direito fazer algo. É a fase do desconforto, da confusão e em alguns casos até com uma certa vergonha ou frustração;
  • COMPETÊNCIA CONSCIENTE: Aqui, vencemos as barreiras e já aprendemos como fazer, contudo é preciso ter atenção para não errar;
  • COMPETÊNCIA INCONSCIENTE: Aqui já virou automático, já faz parte do dia a dia, nem prestamos mais atenção. É como andar, escovar os dentes, dirigir um carro.

Permita-se vivenciar cada um desses quatro estágios aproveitando ao máximo cada instante, pois a vida tem poucos instantes de plenitude e muitos de processos. Curta o processo e viva o presente (o famoso mindfullness) e terá maiores chances de ser mais feliz e dar utilidade ao seu tempo.

Por fim, somos mais de sete bilhões de diferentes, vivendo num mundo das diferenças. É insano querer ser igual a alguém. Ninguém tem que ser obrigado a nada.

Estude e reflita sobre cada conhecimento, se quiser até imite ou siga conselhos num primeiro momento, mas com o tempo e através da sua ação, da sua prática e da sua repetição. Dê o seu tempero, personalize e dê utilidade a sua existência nesse mundo, dê o seu toque pessoal. Por isto é importante se conhecer muito bem.

Aprendeu? Agora vai lá e faz. E faz bastante pra ficar bom nisso. Depois fica tranquilo que vai ser natural.

Um grande abraço e até já já…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *